Declaração da Soberania Humana

Declaração da Soberania Humana

Nós, o Povo da Terra, estendemos saudações para todas as raças na Comunidade Maior do Universo. Nós reconhecemos o nosso patrimônio comum diante do Criador de todo o Universo, tanto visível como invisível. Nós declaramos o planeta Terra como o Planeta de Gênese da humanidade, o nosso Mundo Natal, e a nossa herança sagrada. Nós prometemos daqui em diante sustentar e preservar a Terra para todas as gerações por vir. Nós convocamos toda a humanidade a tratar todas as raças em toda parte com sabedoria e justiça, aqui na Terra e através de todo o universo.

Direitos Fundamentais

Nós, o Povo da Terra, consideramos a necessidade por liberdade como sendo universal. Portanto, nós mantemos que todos os indivíduos em todos os mundos são criados iguais e são dotados com direitos sagrados e inalienáveis pelo Criador. Fundamentais entre estes estão o direito de viver como uma raça livre em seu Planeta de Gênese, seu Mundo Natal; o direito de auto-determinação, de auto-suficiência e de expressão criativa; o direito à vida sem opressão; e o direito de buscar na vida um propósito superior e uma vocação superior que o Criador providenciou a todos.

Diante da Comunidade Maior do Universo, nós, o Povo da Terra, invocamos agora estes direitos fundamentais para nós e para nosso Mundo Natal, junto com certos direitos que naturalmente derivam-se deles, incluindo:

    • O direito à soberania. O Povo da Terra será autônomo e independente, nem sujeito à, e nem dependente de nenhuma outra autoridade. Nenhuma força extraterrestre infringirá ou revogará a soberania humana deste planeta.
    • O direito à santidade planetária. Como o nosso planeta de Gênese, a Terra será livre de intervenção, de intrusão, de interferência ou de exploração extraterrestres, tanto mental como fisicamente. Nenhuma força extraterrestre se aproximará, ou assumirá órbita próxima, ou fará nenhuma aterrissagem, ou se engajará em comércio, exceto abertamente e com o consentimento expresso do Povo da Terra conseguido através de meios democráticos.
    • O direito à santidade do material biológico e genético. Nenhum poder extraterrestre tomará, possuirá ou manipulará material biológico ou genético humano por nenhum propósito seja qual for.
    • O direito de ocupação. Como o povo nativo do único planeta conhecido habitado deste sistema solar, nós reivindicamos este sistema solar como nossa esfera de influência. Nenhuma base extraterrestre pode ser estabelecida sobre corpos ou estações orbitando a Terra, nem sobre outros planetas ou corpos deste sistema solar, exceto com o expresso consentimento do Povo da Terra.
    • O direito à navegação pacífica. Nós reivindicamos o direito de viajar e de explorar dentro do nosso sistema solar sem interferência ou limitação por forças extraterrestres, e mantemos o direito de negar acesso a este sistema solar às quaisquer forças extraterrestres.

Nós, o Povo da Terra, consideramos isto nossa legítima responsabilidade de afirmar e de defender estes direitos fundamentais, e de dar e receber ajuda conforme estes direitos. Em caso de qualquer disputa com forças extraterrestres, o ônus da prova de inocência cairá sobre aqueles que não são nativos da Terra.

A Avaliação

No curso de evolução de um planeta, quando torna-se necessário para o seu povo nativo se unir, transcender os conflitos e as diferenças que os separaram uns dos outros, e dentre os poderes do Universo assumir uma soberania separada e igual, uma consideração respeitosa desta soberania requer que ele declare as causas que o impeliu a esta presente linha de conduta.

Embora a Terra tenha passado por uma longa historia de visitação extraterrestre, a situação atual é tal que o Povo da Terra está sofrendo agora os efeitos de uma intervenção extraterrestre global nos assuntos humanos. Esta intervenção emprega uma estratégia de engano, de manipulação e de exploração, cuja meta é o controle sobre a humanidade, o que resultará na perda da liberdade e da autodeterminação humanas. Assim sendo é o sagrado direito e dever do Povo da Terra de opôr-se, resistir e repelir esta intervenção extraterrestre, de declarar e defender a nossa soberania, a nossa liberdade e a nossa independência de todas as forças extraterrestres.

Que estas violações sejam consideradas por aqueles que apóiam a causa da liberdade por toda a Comunidade Maior:

  • Forças extraterrestres de intervenção têm recusado divulgar e revelar abertamente a natureza e a intenção de suas atividades sobre e ao redor da Terra. Esta presença extraterrestre é clandestina, velada, não convidada e não aprovada pelo Povo da Terra. Estas forças extraterrestres têm ocultado sua identidade, suas alianças e lealdades políticas ou econômicas, assim como as autoridades e os poderes aos quais elas servem.
  • Como está ficando cada vez mais aparente a partir de suas ações, forças extraterrestres pretendem explorar a Terra, seus recursos e sua gente, e estão engajadas em um programa sistemático de colonização da humanidade para torná-la um estado cliente subserviente a ser governado por agentes destas forças extraterrestres. A intervenção e a ocupação extraterrestres buscam vantagens comerciais, poder econômico e a vantagem estratégica oferecida por este mundo em relação a outros mundos.
  • Forças extraterrestres têm violado, repetidamente e com impunidade, leis nacionais e internacionais dos povos da Terra. Estes crimes, que ainda continuam hoje, têm incluído violação de espaço aéreo restrito; abdução e transporte de humanos sem seu consentimento; assassinato, estupro, tortura, abuso sexual, cruzamento com humanos e experimentações cruéis; roubo e comércio de materiais biológicos e genéticos humanos; roubo e comércio de recursos naturais da Terra; influência velada mental e psicológica; mutilação de humanos e de animais; intromissão e desativação de sistemas militares de defesa; e infiltração clandestina dentro da sociedade humana.
  • Forças extraterrestres têm negociado tratados e acordos secretamente com indivíduos e grupos humanos, sem o consentimento informado do Povo da Terra.
  • Forças extraterrestres têm sistematicamente tentado persuadir e enganar humanos por meio de ofertas de falsas esperanças e promessas de riqueza, poder e proteção; salvamento de catástrofe planetária; adesão a uma “federação galáctica”; e salvação e iluminação espirituais.
  • Forças extraterrestres estão enfraquecendo a humanidade por meio de nos levar a acreditar que nós só podemos sobreviver com sua ajuda e tecnologia avançada, promovendo assim a nossa completa dependência deles e nos recusando a nossa habilidade de assegurar a nossa própria sobrevivência.

Exigências e Declarações

Por conseguinte, nós o Povo da Terra, declaramos por meio desta, que todos os acordos e tratados previamente existentes entre qualquer governo, grupo ou indivíduo humano e quaisquer extraterrestres, de serem daqui em diante nulos, vazios e permanentemente suspensos. Nós exigimos que quaisquer tratados ou acordos previamente existentes sejam completamente e publicamente divulgados. Quaisquer acordos ou tratados futuros entre governos, grupos ou indivíduos humanos e extraterrestres têm que ser negociados somente com o consentimento pleno do Povo da Terra, publicamente e abertamente expressados por um corpo democrático internacional representando as nações e os povos da Terra.

Nós exigimos que todos os extraterrestres cessem agora todas as operações e atividades e que imediatamente desocupam e partam da Terra e de seus arredores inclusive do sol, da lua da Terra e de todos os planetas deste sistema solar. Isto inclui desocupar quaisquer satélites naturais ou artificiais, assim como todo o espaço dentro do sistema solar.

Nós exigimos que todas as organizações extraterrestres que têm estabelecido ou operado bases na Terra, em sua lua ou em qualquer outro lugar dentro deste sistema solar, desmontem estas bases e divulguem completamente a natureza delas.

Além disso nós exigimos que todos os humanos vivos que agora estão em custódia de extraterrestres sejam devolvidos imediatamente em boa saúde; seguindo, nós exigimos uma contabilidade completa de todos os humanos que têm sido tomados ou mantidos por extraterrestres, incluindo aqueles que têm morrido em cativeiro. Além disso, nós exigimos que todos os materiais biológicos e genéticos humanos tomados de quaisquer indivíduos sejam contabilizados e destruídos, e que seu uso pretendido seja identificado. Quaisquer dispositivos implantados em indivíduos vivos têm que ser identificados para que possam ser removidos com segurança.

Nós exigimos a divulgação pública completa do propósito e dos detalhes do programa extraterrestre de hibridização, inclusive o local, a identidade e as atividades de todos os híbridos humano-extraterrestres vivos, seja na Terra ou em outros lugares.

Que seja conhecido através do universo que de agora em diante, extraterrestres somente podem entrar em nosso sistema solar, se aproximar da nossa Terra, voar em nossos céus, colocar o pé em nosso solo ou entrar em nossas águas com o consentimento explícito do Povo da Terra.

Portanto, nós declaramos solenemente que o Povo da Terra é e deve ser um povo livre e independente; que todos os humanos são por meio desta absolvidos de toda lealdade a poderes extraterrestres, e que todas as relações políticas e econômicas entre eles e o Povo da Terra estão totalmente dissolvidas; que como uma raça livre e soberana na Comunidade Maior do Universo, nós assumimos poder pleno dentro deste sistema solar para firmar a paz, declarar a guerra, contratar alianças, estabelecer comércio e empreender todas as outras ações que uma raça planetária soberana pode legitimamente e éticamente fazer.

Depoimento final

Que seja compreendido que ao fazer esta Declaração de Soberania Humana, nós, o Povo da Terra, afirmamos o nosso futuro e destino como uma raça livre dentro dentro de uma Comunidade Maior de vida inteligente. Nós reconhecemos que fazemos parte desta Comunidade Maior e que somos destinados a encontrar, ao longo do tempo, muitas raças diferentes de além do nosso mundo.

A elas e a todas as outras, nós declaramos com isto que a nossa intenção não é a conquista ou a dominação no espaço. Nós declaramos que os direitos e privilégios que afirmamos aqui para nós mesmos, nós também afirmamos para todas as raças de seres que nós possamos encontrar.

Ao fazer a nossa Declaração de Soberania e Liberdade Humana, nós proclamamos os nossos direitos, responsabilidades e privilégios como uma raça livre para que nós possamos buscar uma união, paz e cooperação maiores dentro da família humana, sem intrusão e interferência indesejadas e não autorizadas por qualquer nação ou força de fora, da Comunidade Maior. Nós fazemos esta proclamação como uma expressão do nosso direito Divino e nossa intenção honorável para a família humana e para todas as raças no universo que buscam ser livres.

 

One thought on “Declaração da Soberania Humana

Comments are closed.